Ciclista denuncia autoescola que estacionou carro sobre ciclovia

09

Um carro de uma autoescola, onde as pessoas aprendem sobre as normas de trânsito, parado sobre uma ciclovia. Por mais contraditório que pareça, segundo relatos de ciclistas de Belo Horizonte carros de um estabelecimento situado na rua Santos Dumont, no Centro da capital, já teriam atrapalhado a passagem exclusiva para as bicicletas mais de uma vez. A última delas aconteceu nesta quarta-feira (6), quando o segurança Sérgio Theodoro, de 47 anos, acabou discutindo com um instrutor do local.

“Estava passando e tive que parar. Chamei o instrutor e pedi que retirasse o veículo, sendo que ele ficou muito nervoso, falou inclusive para eu chamar a polícia. Eu disse que chamaria mesmo e, felizmente, chegaram outros ciclistas com apitos e começaram a fazer barulho. Ele ficou com vergonha e entrou no carro para tirar, mas fez isso bem vagarosamente e gritando contra todos nós, como se estivesse certo ainda”, relatou.

O relato, acompanhado da foto com o veículo sobre a faixa exclusiva, foi publicado em um grupo de ciclistas do Facebook. Rapidamente a página da autoescola foi tomada por comentários questionando o ocorrido e de avaliações negativas. “Eu uso a bicicleta como meio de transporte há cerca de 1 ano, vou para o trabalho, para casa, ando cerca de 6h por dia. Esperava que as pessoas compreendessem que a ciclovia está sendo criada para que as pessoas a utilizem. Tenho visto não só pessoas estacionando carros, mas também caminhando na ciclovia com o passeio vazio”, conta.

Também na rede social, um outro ciclista relatou ter tido o mesmo problema com o estabelecimento. “Já tive muitos problemas no mesmo lugar com essa autoescola. Um instrutor ameaçou me agredir uma vez porque tirei uma foto dele com o carro exatamente nessa posição. Liguei na escola e mandei a foto por e-mail. Disseram que tomariam as providências, mas não me retornaram”, contou o ciclista.

Para Theodoro, coisas desse tipo só deixarão de acontecer com ações educativas voltadas para a população. “Tirei as fotos para as pessoas usarem de forma educacional, justamente por ser absurdo uma autoescola, que tem que ensinar as outras pessoas a seguirem as regras do trânsito, fazer uma coisa dessas. O que esperar de um aluno que está aprendendo lá?”, questiona o segurança.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, “estacionar o veículo no passeio ou sobre faixa destinada a pedestre, sobre ciclovia ou ciclofaixa, bem como nas ilhas, refúgios, ao lado ou sobre canteiros centrais, divisores de pista de rolamento, marcas de canalização, gramados ou jardim público”, é considerado infração grave, sujeita a multa e até remoção do veículo.

Outro lado

Procurado, o advogado da autoescola, Antônio Carlos Xavier de Souza, deu uma versão diferente para o fato. “O local é a entrada do estacionamento do meu cliente. Porém, para entrar é preciso passar pelo passeio, onde há sempre muitos pedestres caminhando. Ou ele invadia a faixa exclusiva para ônibus, atrás, ou atropelava alguém na calçada. O carro estava parado sobre a ciclovia neste momento, antes de entrar, mas aí vem um ciclista, e a maioria deles gosta de aparecer, e aproveita que é um carro de empresa para fazer isso tudo”, alegou.

Segundo o advogado, a foto foi tirada no momento em que o instrutor desceu do veículo. “Ele desceu e ameaçou o ciclista sim, mas depois que esta pessoa quase entrou no carro para bater no nosso funcionário. Ali tem câmeras do Olho Vivo, se isso repercutir negativamente para a empresa, obviamente que essa pessoa vai ter que responder judicialmente”.

 

Seja o primeiro a comentar na pagina"Ciclista denuncia autoescola que estacionou carro sobre ciclovia"

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado .

*