Quase 240 mil eleitores em Minas podem ter títulos cancelados

Título de eleitor — Foto: Divulgação/Tribunal Superior EleitoralTítulo de eleitor — Foto: Divulgação/Tribunal Superior Eleitoral

Prazo para quem não votou e não justificou o voto nas últimas três eleições termina nesta segunda-feira.

Quase 240 mil pessoas de Minas Gerais têm somente até esta segunda-feira (6) para regularizarem o título de eleitor e evitarem o cancelamento do documento.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 239.710 eleitores mineiros faltaram às últimas três eleições e não justificaram a ausência.

O cidadão que tiver o título eleitoral cancelado fica impedido de:

  • Tirar carteira de identidade e passaporte;
  • Receber vencimentos vindos ou ligados ao serviço público;
  • Participar de licitações públicas e contrair crédito de qualquer natureza vindo do governo;
  • Se inscrever em concurso público ou ser empossado;
  • Renovar matrícula em instituição de ensino mantido ou fiscalizado pelo governo;
  • Praticar qualquer ato que exija quitação do serviço militar ou do Imposto de Renda;
  • Obter qualquer documento em repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

Para regularizar, o eleitor deve pagar uma multa de cerca de R$ 3,50 e ir ao cartório eleitoral mais próximo com documento oficial com foto, comprovante de residência e o próprio título. O processo pode ser iniciado no site do TSE.

Fonte G1

Seja o primeiro a comentar na pagina"Quase 240 mil eleitores em Minas podem ter títulos cancelados"

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado .

*