Saída de Levir Culpi fará com que o Galo busque seu décimo técnico desde 2014

Os comandantes do Galo: Paulo Autuori, Levir Culpi (duas vezes), Diego Aguirre, Marcelo Oliveira, Roger Machado, Rogério Micale, Oswaldo de Oliveira e Thiago Larghi (Foto: Bruno Cantini/Atlético)Os comandantes do Galo: Paulo Autuori, Levir Culpi (duas vezes), Diego Aguirre, Marcelo Oliveira, Roger Machado, Rogério Micale, Oswaldo de Oliveira e Thiago Larghi (Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Atlético é o time que mais troca de treinador na elite do futebol brasileiro? Veja a lista

Com a queda de Levir Culpi nessa quinta-feira, o Atlético começa a procurar seu décimo técnico dos últimos cinco anos. Desde janeiro de 2014, nove treinadores foram efetivados no comando do time – Thiago Larghi, Oswaldo de Oliveira, Rogério Micale, Roger Machado, Marcelo Oliveira, Diego Aguirre, o próprio Levir (duas passagens) e Paulo Autuori se revezaram no cargo.
Mas apesar das críticas de parte da torcida e imprensa por uma alegada alta rotatividade no comando, o Atlético não é dos que mais mudaram. Entre os clubes da Série A, o Galo é o 12º no ranking da troca de treinadores, dividindo a posição com Fluminense e Internacional, que também tiveram nove técnicos desde 2014.
O Flamengo é o clube que mais demitiu e contratou na elite do futebol brasileiro. Nos últimos cinco anos, 15 nomes foram anunciados pelo Rubro-Negro carioca. Logo atrás vêm empatados, Bahia, Ceará e Goiás, por onde passaram 13 comandantes.
Apesar de não estar entre os que mais mudaram, a quantidade de trocas no comando do Galo é relativamente alta. O Atlético apresenta números maiores do que clubes com histórico vitorioso recente, como Corinthians (8 técnicos), Cruzeiro (6) e Grêmio (4).
Por mais que a manutenção de treinadores – mesmo em períodos de crise – seja uma bandeira defendida pela classe dos técnicos e por boa parte da crônica esportiva, nem sempre há uma relação direta entre continuidade de trabalho e bom desempenho em campo.
No Brasil há dois exemplos de clubes em que houve número alto de mudanças e, ainda assim, conquistaram títulos importantes recentemente. Palmeiras, atual campeão brasileiro, e Athletico-PR, último campeão da Copa Sul-Americana apresentam número elevado na dança dos treinadores. Ambos tiveram 11 profissionais ocupando o banco de reservas nos últimos anos.
Quem teve menos técnicos nesse mesmo período de tempo foi o Grêmio. O Tricolor Gaúcho teve apenas quatro comandantes desde 2014 – Enderson Moreira, Luiz Felipe Scolari, Roger Machado e Renato Gaúcho (no cargo desde setembro de 2016 e campeão da Copa Libertadores em 2017) se revezaram à frente da equipe.
Veja abaixo a lista de técnicos dos 20 times da Primeira Divisão
Flamengo – 15 – Dorival Júnior (duas passagens), Jorginho, Mano Menezes, Jayme de Almeida, Ney Franco, Vanderlei Luxemburgo, Cristóvão Borges, Oswaldo de Oliveira, Muricy Ramalho, Zé Ricardo, Reinaldo Rueda, Paulo César Carpegiani, Maurício Barbieri, Dorival Júnior e Abel Braga
Bahia – 13 – Marquinhos Santos, Gilson Kleina, Sérgio Soares, Aroldo Moreira (duas passagens), Doriva, Guto Ferreira (duas passagens), Jorginho, Preto Casagrande, Paulo César Carpegiani, Cláudio Prates e Enderson Moreira
Ceará – 13 – Paulo César Gusmão, Dado Cavalcanti, Silas, Geninho, Marcelo Cabo, Lisca (duas passagens), Cristian de Souza, Sérgio Soares, Gilmar Dal Pozzo, Givanildo Oliveira, Marcelo Chamusca e Jorginho
Goiás – 13 – Claudinei Oliveira, Ricardo Drubscky, Wagner Lopes, Hélio dos Anjos, Julinho Camargo, Arthur Neto, Enderson Moreira, Leonardo Condé, Gilson Kleina, Argel, Hélio dos Anjos, Ney Franco e Maurício Barbieri
Athletico Paranaense – 11 – Miguel Ángel Portugal, Doriva, Claudinei Oliveira, Enderson Moreira, Milton Mendes, Cristóvão Borges, Paulo Autuori, Eduardo Baptista, Fabiano Soares, Fernando Diniz e Tiago Nunes
Palmeiras – 11 – Gilson Kleina, Ricardo Gareca, Dorival Júnior, Oswaldo de Oliveira, Marcelo Oliveira, Cuca, Eduardo Baptista, Cuca, Alberto Valentim, Roger Machado e Luiz Felipe Scolari
Avaí – 10 – Emerson Nunes, Paulo Turra, Pingo, Geninho, Raul Cabral, Gilson Kleina, Raul Cabral, Silas, Claudinei Oliveira, Geninho
CSA – 10 – Marcelo Cabo, Flávio Araújo, Ney da Matta, Oliveira Canindé, Nedo Xavier, Ronaldo Bagé, Ênio Oliveira, Marlon Araújo, Estevam Soares e Oliveira Canindé
Chapecoense – 10 – Jorginho, Vinícius Eutrópio (duas passagens), Guto Ferreira, Caio Júnior, Vagner Mancini, Gilson Kleina, Guto Ferreira, Claudinei Oliveira e Ney Franco
Fortaleza – 10 – Marcelo Chamusca (duas passagens), Nêdo Xavier, Flávio Araújo, Marquinhos Santos, Hemerson Maria, Marquinhos Santos, Paulo Bonamigo, Antônio Carlos Zago, Rogério Ceni
Vasco – 10 – Alberto Valentim, Jorginho, Zé Ricardo, Milton Mendes, Cristóvão Borges, Jorginho, Celso Roth, Doriva, Joel Santana e Adilson Batista
Atlético – 9 – Levir Culpi (duas passagens), Thiago Larghi, Oswaldo de Oliveira, Rogério Micale, Roger Machado, Marcelo Oliveira, Diego Aguirre e Paulo Autuori
Fluminense – 9 – Fernando Diniz, Marcelo Oliveira, Abel Braga, Levir Culpi, Eduardo Baptista, Enderson Moreira, Ricardo Drubscky, Cristóvão Borges e Renato Gaúcho
Internacional – 9 – Odair Hellmann, Guto Ferreira, Antônio Carlos Zago, Lisca, Celso Roth, Falcão, Argel, Diego Aguirre e Abel Braga
São Paulo – 9 – Muricy Ramalho, Juan Carlos Osorio, Doriva, Edgardo Bauza, Ricardo Gomes, Rogério Ceni, Diego Aguirre, Dorival Júnior e Cuca
Corinthians – 8 – Mano Menezes, Tite, Cristóvão Borges, Oswaldo de Oliveira, Fábio Carille (duas passagens), Osmar Loss e Jair Ventura
Santos – 8 – Oswaldo de Oliveira, Enderson Moreira, Marcelo Fernandes, Dorival Júnior, Levir Culpi, Jair Ventura, Cuca e Jorge Sampaoli
Botafogo – 7 – Eduardo Húngaro, Vagner Mancini, Renê Simões, Ricardo Gomes, Jair Ventura, Felipe Conceição e Alberto Valentim
Cruzeiro – 6 – Marcelo Oliveira, Vanderlei Luxemburgo, Mano Menezes (duas passagens), Deivid e Paulo Bento
Grêmio – 4 – Enderson Moreira, Luiz Felipe Scolari, Roger Machado e Renato Gaúcho

*Com Superesportes

 

Seja o primeiro a comentar na pagina"Saída de Levir Culpi fará com que o Galo busque seu décimo técnico desde 2014"

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado .

*