Renan Calheiros ataca candidatura de Meirelles e defende neutralidade do MDB

28

O senador alagoano Renan Calheiros (MDB) não está nada satisfeito com os rumos que seu partido pode tomar, pelo menos no que diz respeito à corrida presidencial. Em participação no quadro Café com Política, do programa Super N da Rádio Super Notícia (91,7 FM), o senador não poupou críticas à intenção do colega de sigla, Henrique Meirelles, de se candidatar à presidência.

Calheiros classificou como ridículos os números de Meirelles até aqui, de 1% das intenções de voto, segundo pesquisas, por isso, disse que na convenção haverá a alternativa de cada estado fazer a aliança que achar melhor.

“Não é nada pessoal, é que você tem candidato ou não tem. Não dá para inventar e tentar virar. O MDB não devia ter candidato, e na convenção vamos colocar a alternativa de não ter, oficializar uma realidade posta, porque nosso candidato tem ridículos 1% e vai prejudicar o desempenho médio geral do MDB em todo lugar”,disse.

Para Calheiros, Meirelles já mostrou competência, mas para gerir empresas privadas, e não para ocupar o cargo de presidente.

“O Meirelles teria todas as condições e demonstrou ser um excelente presidente da Febrabam, bom presidente do Banco de Boston e presidente do Banco Original, da JBS, mas não reúne condições mínimas para ser um candidato competitivo em nome do maior partido do país”, continuou.

Sobre uma nova aliança com o PT, tendo Lula como cabeça de chapa, Calheiros defendeu o ex-presidente, mas reconheceu que é muito difícil um acordo. Por isso voltou a defender a desistência de Henrique Meirelles.

“Acho que é muito dificil o MDB apoiar ou aprovar na convenção qualquer aliança, principalmente com o PT. Teve todo o desgaste dos últimos tempos da política como um todo. Defendo a candidatura do Lula, apoio, ele sim tem direito a ser candidato a presidente da República, afinal, é o povo que tem o direito de escolher seu presidente. Mas o partido tem situações diferentes, temos estados que defendem outros candidatos. Por isso, o importante é construir essa convergência em não ter candidato, em não homologar essa candidatura (do Henrique Meirelles) que vai prejudicar o desempenho do MDB”, completou.

Seja o primeiro a comentar na pagina"Renan Calheiros ataca candidatura de Meirelles e defende neutralidade do MDB"

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado .

*