PRF explica como serão canceladas multas indevidas no Anel Rodoviário

21

As multas indevidas geradas em radares com erros no Anel Rodoviário serão canceladas, independentemente de apresentação de defesa ou recurso, conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou nesta terça-feira (10).

Segundo a corporação, serão desconsideradas as multas provenientes dos equipamentos instalados nos KMs 534 (próximo ao viaduto sobre a Via Expressa), 535,1 (após o acesso para avenida Cardeal Eugênio Pacelli) e 540,5 (na altura do bairro Bonsucesso), no sentido Rio de Janeiro do Anel, entre 27 de abril e 5 de julho.

Os motoristas que já pagaram a multa poderão solicitar a restituição do valor. O pedido deve ser feito no site da PRF, dentro da aba “Formulário de restituição de valores”. O condutor deve fazer o download do formulário, preenchê-lo e entregá-lo na sede da Superintendência Regional da PRF em Minas Gerais, na praça da Cemig, em Contagem, na região metropolitana, ou em qualquer posto da corporação. O formulário também pode ser enviado via Correios (praça Antônio Mourão Guimarães, s/n – Cidade Industrial, Contagem – MG, 32210-9);

Mais um radar

A Via 040 informou nesta terça-feira (10) que, além dos radares localizados nos KMs 535,1 e 540,5, houve problema de divergência entre a sinalização e a velocidade aferida no equipamento do KM 534.

Nos KMs 534 e 540,5, a velocidade máxima permitida é de 70 km/h, mas, no local, havia uma placa indicando limite de 80 km/h. Já no KM 535,1, ocorreu o inverso: a velocidade máxima é de 80 km/h, enquanto a sinalização mostra 70 km/h.

O número de pessoas autuadas de forma equivocada não foi divulgado.

 

Seja o primeiro a comentar na pagina"PRF explica como serão canceladas multas indevidas no Anel Rodoviário"

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado .

*