Newton: Pimentel não disputará

05

Em almoço nesta terça-feira (27), no Palácio das Mangabeiras, o ex-governador, ex-prefeito de Contagem e cacique emedebista Newton Cardoso comunicou ao atual governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), que o MDB pretende lançar uma candidatura própria ao Estado e, segundo ele, ouviu do petista que não disputará nenhum cargo nas próximas eleições. O nome do MDB é o do presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Adalclever Lopes, que também participou do encontro na residência oficial.

Como O TEMPO já vem noticiando há algumas semanas, não é de hoje que existe uma articulação do MDB para lançar Adalclever Lopes como candidato ao governo mineiro. A ideia inicial era que Pimentel trocasse o Palácio da Liberdade por uma cadeira no Senado, visto que é uma posição em que o petista teria mais facilidade de se eleger. Em entrevista à rádio Super Notícia 91,7 FM, Newton Cardoso, no entanto, afirma que há a possibilidade de que Pimentel sequer concorra a algum cargo nesta eleição.

“Pimentel não será candidato. Perguntei para ele agora, meia hora atrás. Não será”, contou o ex-governador. Neste cenário, o petista não precisaria renunciar ao cargo. Caso ele decida, de fato, concorrer a uma cadeira no Senado, precisaria se ausentar do comando do Executivo mineiro até o próximo dia 7 de abril, data de fechamento da janela partidária.

Newton Cardoso aproveitou, ainda, para fazer elogios a Adalclever Lopes e à porção mineira do MDB. “Adalclever é uma força nova, é uma flor nova. Uma jovem força mineira, que nasce da liderança. Esse Adalclever é lá de Caratinga, conseguiu ser presidente da Assembleia por unanimidade, por duas vezes. Isso é inteligência. Ele vai ser candidato não só dele, mas de toda essa liderança. Na minha época, eu não tinha ninguém. Eram todos contra mim, eu e Deus”.

Ainda segundo Newton Cardoso, Pimentel não será candidato porque “não é burro”. “Sou amigo do Pimentel, respeito muito, ele não é burro. Ele está quebrado, não tem dinheiro, mas burro não é. Lula também não é, e Lula vai ainda apoiar o Adalclever aqui em Minas, acredito”, disparou.

Na ALMG, já existem comentários de que o grupo político ligado ao deputado federal Patrus Ananias (PT) poderia ceder o candidato a vice-governador na chapa de Adalclever – incluindo a possibilidade de o próprio Patrus assumir essa função.

A diferença é que os deputados apostam que Pimentel vai renunciar ao cargo para tentar alçar outros voos. Em parte do MDB, há a crença de que setores do PT até preferem dialogar com Adalclever do que com o próprio governador Fernando Pimentel.

MDB pacificado. Cardoso também aproveitou para defender o vice-governador Antônio Andrade (MDB), que está rompido com Pimentel desde 2016. Segundo o ex-governador, Andrade, que é presidente do MDB mineiro, é uma pessoa boa e acompanhará a escolha pelo nome de Adalclever.

“O problema do Toninho é com o Pimentel, não tem nada a ver com MDB ou com Adalclever. Ele e o Adalclever se dão muito bem. Inclusive, se encontraram ontem (segunda-feira) na Assembleia”, contou o emedebista, garantindo que não há qualquer tipo de racha no partido que possa inviabilizar a candidatura do presidente da ALMG.

 

Seja o primeiro a comentar na pagina"Newton: Pimentel não disputará"

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado .

*