Mortes por febre amarela já são 30 em todo o Estado

04

Mais uma morte por febre amarela foi confirmada em Minas Gerais que soma, agora, pelo menos 30 vítimas da doença somente neste ano. A última morte foi registrada em Alvinópolis, na região Central do Estado, que até então não tinha casos humanos confirmados de febre amarela. A vítima é um morador da cidade, de 67 anos, que nunca havia sido vacinado. Ele fazia trabalhos braçais na zona rural do município.

A vítima estava internada em um hospital de Ponte Nova, na Zona da Mata, e morreu no último dia 24 de janeiro. Exames da Fundação Ezequiel Dias (Funed) teriam confirmado a febre amarela no paciente. De acordo com o secretário de Saúde de Alvinópolis, Antônio Assunção de Carvalho, o município tem cobertura vacinal de 98%. “Nesta semana, vamos imunizar o restante da população”, garantiu.

Em Barbacena, no Campo das Vertentes, mais uma morte por suspeita de febre amarela foi registrada no domingo (28). A vítima é um homem de 41 anos, que morava em Ouro Branco, na região Central, e estava internado no Hospital Regional de Barbacena desde o dia 27. Ele teve falência múltipla dos órgãos e febre hemorrágica.

Barbacena registrou quatro mortes suspeitas de febre amarela em quatro dias – as duas primeiras foram na última quinta-feira. O município decretou situação de emergência em saúde pública, e, para combater a doença, equipes de saúde estão realizando varredura casa a casa para vacinar os moradores que ainda não estão imunizados.

Situação. De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), no dia 23 de janeiro, Minas tinha 25 mortes confirmadas por febre amarela, mas, segundo as administrações municipais, pelo menos cinco outros óbitos foram registradas desde então – um deles em Belo Horizonte.

Na capital, três pessoas morreram da doença sendo que, em todas, a transmissão ocorreu fora do município, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde. A capital alcançou 90% de cobertura vacinal contra a doença. Somente neste ano, mais de 162 mil pessoas foram vacinadas. A meta é imunizar 95% da população – considerado ideal pela Organização Mundial da Saúde (OMS) –, o que significa que cerca de 130 mil pessoas ainda devem receber a dose.

De acordo com a SES, um balanço atualizado de casos de febre amarela no Estado deverá ser divulgado nesta terça-feira (30) pela pasta.

Leitos são criados para casos graves

Para o atendimento de casos graves, 26 leitos foram criados em hospitais de BH e Barbacena com recursos de uma resolução publicada na semana passada pela Secretaria de Estado de Saúde. Foram abertos 20 leitos de clínica médica e seis de UTI. Na capital, está prevista a abertura de mais 25 leitos, e, em Barbacena, dez.

Não há número de leitos específicos para o tratamento da febre amarela em Minas. Segundo a SES, os 12.027 leitos clínicos e 3.304 de UTI do SUS podem fazer o atendimento.

 

Seja o primeiro a comentar na pagina"Mortes por febre amarela já são 30 em todo o Estado"

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado .

*