‘Não renunciarei. Sei da correção dos meus atos’, diz Temer

09

O presidente Michel Temer fez um pronunciamento na tarde desta quinta-feira (18) informando que não renunciará do cargo. Nessa quarta-feira (17), foi revelado pelo jornal “O Globo” que o dono da empresa JBS, Joesley Batista, gravou declarações comprometedoras do presidente Michel Temer (PMDB) e do senador Aécio Neves (PSDB) durante conversas informais.

Batista, que já possui um acordo de delação premiada com a Justiça Federal, levou as gravações ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que fossem homologadas. Nestas conversas, o presidente teria sugerido que se mantivesse pagamento de mesada ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e ao doleiro Lúcio Funaro para que estes ficassem em silêncio.

Já Aécio Neves teria pedido R$ 2 milhões para ajudar a pagar suas despesas com a defesa na Operação Lava Jato.

 

Seja o primeiro a comentar na pagina"‘Não renunciarei. Sei da correção dos meus atos’, diz Temer"

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado .

*